Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal

O Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal (PPGCA), da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), campus Mossoró, RN, foi criado ao nível de mestrado em 2006 e ao nível de doutorado em 2010 com os objetivos de fornecer subsídios para esclarecer e solucionar os problemas encontrados na região semiárida do Nordeste brasileiro, bem como qualificar profissionais para a docência em nível superior, visando suprir a demanda do país por profissionais habilitados ao desenvolvimento de atividades de ensino e/ou pesquisa. Atualmente, este programa possui conceito 5 (cinco) referendado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) na Área de avaliação em Medicina Veterinária e compõe-se de uma área de concentração denominada Sanidade e Produção Animal

As dissertações e teses desenvolvidas são preferencialmente direcionadas para pesquisas visando o desenvolvimento do semiárido nordestino, com relação à reprodução, biotecnologia, produção e sanidade animal, bem como a conservação e a sustentabilidade ambiental deste ecossistema. Dentro dessa abordagem, profissionais graduados nas áreas de agronomia, biotecnologia, ciências biológicas, ecologia, engenharia agrícola, engenharia agroindustrial, engenharia ambiental, engenharia de pesca, farmácia, fisioterapia, medicina, medicina veterinária, nutrição, química, recursos pesqueiros, zootecnia, e demais áreas afins, têm encontrado neste programa a oportunidade de qualificar-se em caráter multidisciplinar, ampliando suas habilidades de pensamento crítico, investigativo, técnico, científico, social e ambiental.

Ao longo dos anos, o PPGCA tem alcançado com êxito seus objetivos, sendo evidenciado pelo quantitativo de recursos humanos que esse programa forma com perfil inovador, permitindo sua atuação no desenvolvimento sustentável do setor produtivo, biotecnológico e difusão do conhecimento. Nesse contexto, vários egressos têm contribuído para o desenvolvimento da região por meio de sua inserção em instituições de ensino público, privado e de inspeção agropecuária, comprovando a carência de profissionais sempre qualificados neste setor.

6 de abril de 2015. Visualizações: 5977. Última modificação: 08/10/2020 07:36:37